Skip navigation

Tag Archives: group dynamics

Democracia é dessas palavras que significam muitas coisas, e talvez signifique coisas demais. A ideia mais comum seria um tipo de votocracia, um sistema de governo que se fundamenta no processo de eleições.

A definição “oficial” (digamos assim) é sensivelmente diferente, algo como sistema político em que o povo domina. Digamos então que existe essa definição específica da democracia* que é o poder da multidão (usando o asterisco para demarcar o uso particular).

O grande porém é que, quando uma multiplicidade de pessoas exerce poder, o resultado é algo muito diferente daquilo que imaginamos como administração, como política. Ainda é política, e ainda é poder, e de certa forma até é administração, mas é todas essas coisas de forma diferente, não convencional.

Dá a impressão de que democracia* não é governo.

A diferença é tão grande que chega a ser difícil perceber esse tipo de democracia*, mesmo quando ele está bem debaixo do nosso nariz. Read More »

One thing that, i guess, would help to understand me, (assuming anyone is trying to which is kinda arrogant but anyway), is the way i evaluate people. Because, you know, i am kinda good at the whole understanding people thing, which came as quite a surprise to me, when i realized it was the case. And of the various things i can or cannot do, this is one that does not translate easily into words, it is something that is very awkward to explain. So maybe it is not really straightforward, let me try to talk about it a little. Read More »

Violence can be both good and bad. Your gut is right now killing thousands of bacteria, this is biochemical war, it goes on all the time, and we would not be here without. Even if we would like to, we can’t but call it good. But violence can be cruelty.

Generally, people tend to like to refrain from violence. We like to be good. But refraining from violence leads to cruelty. Unavoidably. But it isn’t so easy to see the why. Read More »