Skip navigation

Para todas as garotas que me falaram que eu não estou velho demais para ser pai: Valeu por dizer que eu sou um rato.

Eu sei que você pensa que não me chamou de rato, mas acho que isso é pior ainda. E eu sei também que ninguém pediu a explicação, mas ela virá mesmo assim porque isso me deixa puto.

Na biologia tem duas estratégias básicas de reprodução, a r (simbolizando quantidade) e a K (simbolizando qualidade). Os ratos são os exemplos da estratégia r, produzir o maior número possível de filhos e o que acontecer com esses filhos é problema deles. Os elefantes são os exemplos da estratégia K, eles vão cuidar e cultivar os filhos tanto quanto for possível.

Os estereótipos do homem dizem que eles tem tendência para a estratégia r, ao contrário das mulheres. Mas (não por acaso) a estratégia r também é ligada ao que se considera tipos de vida baixos e primitivos. Assim como um elefante é símbolo de prosperidade e um rato símbolo de lixo.

O filho de um pai idoso tem muito mais chances de complicações e doenças. Dizer que alguém não se importaria com isso é imaginar que tudo o que importa pra ele é quantidade, não qualidade.

Óbvio que na literatura, na biologia mesmo, nenhuma das duas estratégias é melhor ou pior. Depende do habitat, da competição, e de um monte de outros fatores. E também nenhuma das duas estratégias existe de forma pura, são apenas limites conceituais.

Mas, pela mesma ótica, no caso humano a estratégia preferencial é a K, sem sombra de dúvida. Muito mais que elefantes, até. Não há nada na nossa biologia que não esteja ligado a um alto nível de cuidado parental. Um ser humano só cairia na estratégia r em casos desesperados. Entre ter uma criança que o cara vai poder cuidar e ensinar e duas crianças que ele nunca vai ver na vida, um ser humano vai escolher uma criança quase sempre. A única circunstância em que isso poderia ser diferente seria uma em que você não acredita que, mesmo tendo apenas uma cria, vai realmente poder cuidar dela. Se houvesse uma grande chance de não ver nunca mais mesmo um filho só. Em outras palavras se esse indivíduo estiver muito na lama. Ou talvez se ele já estivesse acostumado a não ter nenhuma chance na vida. Se fosse alguém desesperado.

Se você imagina que eu não me importo com a vida do meu filho, você é ou louca ou idiota, ou você está me insultando de forma pesada. E fica implícito que você vê todos os homens como bestas sem cérebro.

Eu não me lembro os números direito, e nem exatamente onde eu descobri eles, mas acontece que as chances de problemas com os filhos cresce exponencialmente com a idade dos pais (tanto quanto das mães). Digamos que com 35 a chance ainda seja 0.01%, e que ela dobre todo ano. Ano que vem ia ser 0.02% — indiferente, certo? Só que daqui a 10 anos virou 10.24%. Desagradável.

Embora os números reais sejam menos dramáticos, a dinâmica é essa, só que esse fato não é conhecido nem discutido nem pesquisado, porque na nossa sociedade os direitos dos homens no que tem a ver com filhos são totalmente ignorados, o assunto é até meio tabu.

Quanto a mim, não dá pra jogar com 1% na vida do meu filho. Eu não tenho problema com risco, se estivermos falando de dinheiro ou competições ou sei lá o quê, mas… estamos falando de um filho, pelo amor!

Então, piranha: Eu já estou velho para ter um filho, e não é só você mulher que tem direito de se preocupar com isso, você não é especial.

Para os homens: Se você já chegou aos quarenta, por favor dê uma pesquisada antes de decidir ter um filho. Esse assunto é meio escondido, pode não ser tão fácil encontrar dados, mas vá atrás. Pode muito bem ser que você chegue à conclusão de que eu estou exagerando, até acho provável que você pense assim. Mas por favor se informe antes de decidir.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: